sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

O GALO PINTOR

O GALO PINTOR

De cores fortes:
Vermelho, laranja,
Amarelo e verde

O galo pintor
Coloria as telas
Com bom-humor

Ele sempre dizia:
- Desenho e pinto
Com muita alegria!

Suas pinturas
Enfeitavam o sítio
De cores puras

Emoções fortes:
Alegria, amor
Folia e boa sorte

Até o sol sorria
Iluminando as cores
Que o galo distribuía!

Neide Escada da Rosa

.................

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

FADINHA DOS LIVROS

FADINHA DOS LIVROS

Precisa ler?
Precisa entender?
Peça à fadinha
dos livros!

Ela vai ajudar,
Ela vai ensinar
A aprender
com os livros!

Gostas de ler?
Queres ser
Amigo da fadinha
dos livros?

Livrinho de figuras
Pequenas brochuras
Comece a ver
a vida nos livros!

Histórias e aventuras,
Pequenas travessuras
Conta a fadinha
nos livros!

Quer divertir?
Quer sorrir?
Comece a ler
lindos livros!

Neide Escada da Rosa

....................

domingo, 25 de janeiro de 2009

Ensina o segredo. menina!

Ensina o segredo. menina!

Loirinha menina
tem amigo ave
amigo pássaro
amigo pinguim

Sapequinha menina
tem uma chave
sem cadeado
do sonho sem fim

Encantadora menina
tem amigo pra pular
pra chamego
pra sempre

Professora menina
ensina pra mim
o tal segredo
do sonho sem fim!

Neide Escada da Rosa

...............

SEM LUZ

SEM LUZ

FALTOU LUZ EM CASA HOJE
APAGOU A TELEVISÃO
APAGOU O VIDEO-GAME
APAGOU O COMPUTADOR

VOU FICAR ASSISTINDO A VELA
CHAMA QUE SOBE E DESCE
PARECE DANÇA DE BAILARINA
FAZENDO A DANÇA DO FOGO

MAMÃE CONTOU UMA HISTÓRIA
A PERSONAGEM ERA BAILARINA
SOBE E DESCE SE REMEXE
BAILARINA LINDA E COLORIDA!


NEIDE ESCADA DA ROSA

................

sábado, 24 de janeiro de 2009

Bitoquinha de amor

Bitoquinha de amor

Apaixonadinho o cabritinho
Canta uma canção
Para namoradinha cabritinha
Que escuta com o coração

Com sua roupa quentinha
Cabritinha parece um pompom
Namorado pede bitoquinha
Com gosto de bombom

O amor dos bichinhos
Apaixonados na primavera
Aquece os namoradinhos
Recompensa qualquer espera

Neide Escada da Rosa

..............

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Passeio

Passeio

Pelo vidro da janela
os carros passam por mim
que observo...

A rua vai deslizando
bem depressa

tenho que ser rápido
pra ver tudo
o que fica pra trás.

Assim passeando
de carro ou de trem

gravo na cabeça
tudo o que tem

nesse mundo novo
que descubro
fora de mim!

Neide Escada da Rosa

.............

A Tartaruguinha (J.D.Souto Filho)


A tartaruguinha

A tartaruguinha
Do pifuripafo
Não pifuripafa
Na pifuripinha.
.
O tartaruguinho
Só pifuripafa
Com a tartaruguinha
Na pifuripinha.

João de Deus Souto Filho


BlogBlogs.Com.Br

ESPANTALHO



ESPANTALHO

Vovô fez uma plantação
Gostei de ver as plantinhas
Crescendo todo dia, que animação!
Adoro observar suas folhas verdinhas!

No meio dos canteiros
Tem um espantalhinho
Feito de palha e olhos matreiros
Olhar que assusta passarinho

Olho e olho para ele
Pra ver se me espanto...
Quando o vento bate nele
Até parece um canto!

Fiquei amiga do espantalhinho!
Trago bolinho e faço piquenique!
Não quero deixar sozinho
O boneco de palha chique.

Que faz cantar o vento
Ajuda a plantação verdinha...
Tem nos olhos um cumprimento
Dizendo sempre: Bom dia, amiguinha!

Neide Escada da Rosa

.....................

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

O livro é uma casa de ouro!



O livro é uma casa de ouro!

Que linda casa!
Feita de sonhos
De realidade
De preto no branco
Com espaço
Para o colorido!

Casa de ouro
Dourado
Como o por-de-sol
Feita de relatos
Com imagens
Definidas pela emoção!

Neide Escada da Rosa

.................

Carinha folgado!


Carinha folgado!

Um tantinho
de tontura
num brinquedo
sem frescura

Pendurado
na cordinha
entusiasmado
da vidinha

Um pouquinho
de aventura
sem ter medo
de altura

Sossegado
com carinha
de folgado
que quer mais folia!

Neide Escada da Rosa

............

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Bebê Zen

Bebê Zen

Ele pede para o dia ser de paz
Ele vê uma janela aberta
Você também é capaz
De vibrar na nota mais certa!

Deixe o tempo passar
Feche os olhos e veja o que há
No escuro luzinhas vão piscar
Sorria e todo o bem voltará!

Sinta o coração bater
Imagine um passarinho a voar
Peça agora o que quiser
Teu pedido a Deus vai chegar!


Neide Escada da Rosa

............

NA CHUVA

NA CHUVA

Num certo dia de chuva
Vi pintinhos a passear
Eles traziam a cor do sol

Procuravam alimento
E eu aprendi ali
Que juntos eles nem sentiam
Que fina chuva caía

O que os pintinhos de sol
Queriam mesmo era sobreviver
Faça chuva ou faça sol
Nunca esqueça de seus suprimentos!

Neide Escada da Rosa

.............

Joaninha bailarina

Joaninha bailarina

De meia colorida
Vestido de bolinha
Baila atrevida
A alegre bailarina

Passo divertido
Ela inventa
No palco colorido
Onde se apresenta

Borboleta colorida
Grilo verde
Ninguém perde
A festa atrevida

Rodopio divertido
Risada na platéia
Que linda estreia!
O coração ficou mais colorido!

Neide Escada da Rosa

.............

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Sopro de sonho

Sopro de sonho

Sopro sementes pelo ar
Posso com elas flutuar
Posso pra sempre sonhar
Sopro pra respirar

Sonho imagens pelo ar
Posso nelas morar
Posso pra sempre soprar
Sonho de nunca voltar!


Neide Escada da Rosa

.............

ELEFANTINHA

ELEFANTINHA

Elefanta cor-de-rosa,
Pele grossa e cinzenta
mas a alma rosa-magenta!

Elefantinha romântica,
Por si mesma apaixonada.

Amiguinha simpática,
Traz sempre um namorado.
Brinca e ri num sonho dourado!

Amor-próprio conquistado
É ouro rosa apreciado.

Coisa boa ter a alma elevada!

Neide Escada da Rosa

.................

JUNTOS

JUNTOS

Todo dia vamos pra escola
Pegamos ônibus na mesma hora
Voltamos cheios de histórias
Tem dias de chuva
Tem horas ensolaradas
Andamos juntos, mas ninguém fala nada!

Neide Escada da Rosa

.....................

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

E AGORA?

E AGORA?

-"Quero dois chicletes."
Pedi ao balconista.
Toda feliz em ir sozinha
Comprar chiclete no popista*

-"Me dá um, guriazinha?"
Pede um guri desconhecido.
Olho pra ele, olho para o chiclete...
E corro numa fuga sem sentido.

O garoto corre atrás...
Que corrida em plena avenida!
Subo as escadas, estou em casa,
Agora estou protegida!

Vou até a janela.
O guri está lá embaixo...
Me perdeu de vista.
Minhas lágrimas vem abaixo.

-"Ele disse que vai dar em mim!"
Minha mãe vem me acalmar.
Diz que o garoto foi embora,
Não preciso me preocupar.

Depois de vários dias,
No caminho da escola,
Vejo o guri desconhecido.
Descobri onde ele mora!

-"Mãe, vamos mudar de caminho?"
E mostro a ela o 'pivete'
Que me perseguiu naquele dia
Em que fui comprar chiclete!

Vimos ele sair da casa.
E então: Eram dois!
Ele tinha um irmão gêmeo!
E agora? Ele é qual dos dois?

Neide Escada da Rosa

*popista: perto de casa havia uma revistaria chamada POP, portanto seu próprietário era o 'popista'!

...............

A CAÇADORA DE PIRILAMPOS

A CAÇADORA DE PIRILAMPOS

Pirilampo vaga-lume, te gosto muito!
Voe aqui no meu mundo!
De vidro ele é feito.
Não te percas no jardim sem fundo!

Vem comigo piscar!
Te deixo guardadinho...
Meu amor vou te dar...
Vais morrer com tanto carinho!


Neide Escada da Rosa

..............

NOSSO MUNDÃO!

NOSSO MUNDÃO!

Moramos no planeta Terra
Eita mundão azul!
América do sul,
Espaço verde em fundo azul

Ficamos tontos a girar
Pela galáxia infinita?
Que nada, no planeta azul
Fica tonto só quem a terra imita
E brinca de rodopiar!

Neide Escada da Rosa

.............

A encantadora de sapinhos

A encantadora de sapinhos

Certa vez numa lagoa muito linda
Apareceu uma menina de vestido amarelo,
Todos animaizinhos disseram que era bem-vinda,
Ela trouxe um instrumento muito belo!

Quando a menina começou a tocar
Todos os sapinhos da lagoa
Ouviram e vieram olhar
Achando a música muito boa!

A melodia foi trazendo amor,
Os sapinhos ficaram embriagados:
- Não pare nunca, por favor!
Começaram a flutuar extasiados!

Ao azul dos céus chegaram,
Coacharam entre brancas nuvens,
A melodia mágica cantaram!
E a menina seguiu em outras viagens ...

Neide Escada da Rosa

...............

domingo, 18 de janeiro de 2009

MENINA E BORBOLETA

MENINA E BORBOLETA

Persegues borboletas, doce menina,
Pra conquistar suas cores pequeninas.

Voas inquieta, doce borboleta,
Pra saborear o suco da violeta.

Menina e borboleta sonham juntas.
O sonho de colorirem muitos dias

Fazem alegres perguntas
Saltitando risos e harmonias!

Neide Escada da Rosa

..............

O DUENDE SANOJ

O DUENDE SANOJ

Certa vez um duende
Lembrou-se de uma travessura
Que aprontou a um 'gente grande'
Ele me contou esta aventura...

Sanoj era o nome dele
Serelepe e sorridente
Que belo dia era aquele
Que ele tinha pela frente...

No meio da floresta
Sanoj avistou uma fogueira:
- Oba, será que tem festa?
Vibrou ele de alegria faceira.

Mas ao chegar perto
Meu amigo duende viu
Um 'gente grande' esperto
Esperando a noite e o frio

Sanoj logo sorriu
- É hoje que me divirto!
Feito um inseto zuniu.
O homem pensou que era mosquito

Fez fumaça e pulou
O duende continuava
O zunido só aumentou
O 'gente grande' se estabanava!

De um pulo o duende
Apagou a fogueira.
Assustado o 'gente grande'
Encheu-se de coceira!

Mas com a luz da lua
O homem viu Sanoj
- Ah! Isso é obra tua!
- Agora é que tu não foge!

O duende ria de satisfação:
- Nada é melhor do que rir!
E se preparava para mais diversão
Se aprontando para curtir!

Mas o 'gente grande' já sabia
Conhecia a fama de Sanoj.
E bem depressa ele repetia:
- Jonas Jonas Jonas, tu não foge!

Ouvindo seu nome ao contrário
O duende vai embora
Para de brincar no imaginário
E desaparece sem demora!

Neide Escada da Rosa
..............

sábado, 17 de janeiro de 2009

O Pequeno Pirata


O PEQUENO PIRATA

Pobre pequeno pirata!
Aquele dia estava agitado!
Além de controlar o navio
Para não vê-lo afundado

O coitado do pirata
Ainda tinha que comandar
Seus marujos corajosos
Na luta contra o mar!

Muita força tinha o pirata!
Pois depois que o mar se acalmou
Uma frota inimiga
De seu navio se aproximou

Que esperteza tinha o pirata!
Com muita habilidade e coragem
De seus inimigos se livrou
E seguiu adiante sua viagem

Sujo e cansado, o pequeno pirata
Entrou para tomar banho.
Seu navio, seus marujos, suas armas
Ficaram lá fora, como tesouros de um sonho.

Neide Escada da Rosa

.............

Pedido

PEDIDO

Barquinho à vela onde vais?
Será que não volta mais?
Por favor, volte atrás
Pra eu ver a minha bela
Que embarcou nesta caravela.
Não diga que não verei jamais
Minha doce Isabela!

Colorido peixinho
Diga ao meu benzinho
Que se ela não voltar
Meu coração vai parar
E com saudades ela vai ficar.
Diga a ela peixinho
Que no mundo não há nada
Maior que o meu carinho!

Neide Escada da Rosa

......................

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Pote da Sorte

POTE DA SORTE

No fim de cada arco-íris
Tem um pote de ouro
Vá lá, desfrute e peça bis!
Este presente é tão puro!

Nada compra e ninguém diz
Qua vai um dia acabar.
É como um chafariz
De cores espalhadas pelo ar.

Cores douradas a brilhar
Tesouro de um mágico pote.
Apanhado em um sonhar
De quem sabe aproveitar a boa sorte!

Neide Escada da Rosa

.......................

A Formiga amiga


A FORMIGA AMIGA

Esta é a história de uma formiga
Tudo o que ela queria na vida
Era ter uma verdadeira amiga!

Ela inventava brincadeiras
E era até muito atrevida
Perto das outras, tão ordeiras!

As formigas de seu formigueiro
Não chavam a vida divertida
Elas só trabalhavam o dia inteiro!

Mas a formiga sempre insistia
Não se dava por vencida
Sempre chamava e repetia...

Até que algumas formigas
Resolveram mudar de vida
E da formiga ficaram amigas!

Elas inventavam brincadeiras
E aquela formiga atrevida
Conquistou as outras tão ordeiras!

Agora as formigas de seu formigueiro
Acham a vida divertida
Elas trabalham e brincam o dia inteiro!

Neide Escada da Rosa

.......................

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Um Ninho para o Passarinho

UM NINHO PARA O PASSARINHO

Era uma vez um passarinho
Que fez um belo ninho
Na pequena árvore do quintal.

Toda vez que ele cantava
A todos encantava:
- Que beleza de cantoria!
Exclamava Dona Maria.

Certa vez, uns garotos levados
Atiraram pedras
No belo ninho do passarinho.
E os ovinhos, tão delicados
Despedaçaram-se no ninho.

E o que era um alegre canto
Virou uma canção de pranto.
- Aquelas crianças malvadas
Mereciam umas palmadas!

Então o pássaro e sua passarinha
Ganharam de Dona Maria
Uma linda casinha
Na janela da cozinha.

Neide Escada da Rosa
................

O Rei da Barriga

O REI DA BARRIGA

"Era uma vez um rei..."
- Não, isto não é um conto de fadas.
Era uma vez um rei
Que vivia em muitas barrigas!

Um rei de barrigas orgulhosas
Que achava que a vida era um mar de rosas.
Um rei de barrigas, somente.
Que ali se instalava, confortavelmente.

Um rei que se achava melhor do que ninguém.
Mas quando uma verdade lhe foi dita...
O rei da barriga chorou como neném.
E bateu o pé, dizendo que não acredita!

E então: "Era uma vez um rei..."
- Que depois do choro que observei
Se desmanchou em lágrimas de humildade.
E o rei desapareceu sem deixar saudade!

Neide Escada da Rosa
..............

Há vida na casinha

HÁ VIDA NA CASINHA

Quem sabe o que acontecia
Naquela pequena casinha?
Com nenhuma outra ela se parecia.
Sem portas, nem janelas e tão branquinha!

Havia algo muito interessante
Dentro daquela pequena casinha!
Alguma coisa importante
Crescia, na casinha tão branquinha!

Parecia apenas um ovo
Mas naquela pequena casinha
Acontecia um milagre novo!
Havia vida naquela casa tão branquinha!

Um frágil bichinho saía
Daquela pequena casinha.
Corajoso ele se despedia
De sua casinha tão branquinha!

Neide Escada da Rosa
.....................

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

O nome que a gente tem

O NOME QUE A GENTE TEM

Não foi a gente que escolheu
O nome que a gente tem.
Mas você já percebeu
Que é melhor do que ser ninguém!

Quase todo mundo gosta
Do nome que tem.
Posso fazer uma aposta:
Você gosta do seu nome também!

Neide Escada da Rosa
....................

O Quebra-cabeça



O QUEBRA-CABEÇA

Neste jogo cada peça
Tem sua posição certa.
Não quebres a cabeça
Quero ver se tu acertas.

Cada parte pequenina
Se encaixa com seu par.
Vê quem é que se combina
Para um desenho montar.

Com peças já unidas
Repare nos traços a formar.
Separe as cores parecidas
Vai ficando fácil acertar.

A figura já montada
Quase sempre é colorida.
Vamos dar uma olhada
E ver se ela é bonita?

Neide Escada da Rosa
...................

Manhã na fazenda


Manhã na fazenda

A galinha no poleiro
Mal ouve o galo cocoricar
Deixa ligeiro o galinheiro
E vai pro pátio ciscar.

A patinha logo cedo
Já começa a se aprontar
Chama seus filhotes e sem medo
Trilha até o rio para nadar.

A vaca, tão sozinha
Ao ver o sol raiar
Sabe que vai ter companhia:
O fazendeiro já vem lhe ordenhar.

A criança que dormia
Ouve os passarinhos a cantar
Descobre que os ruídos que ouvia
Eram a vida a acordar.

Neide Escada da Rosa

..................

Querubim quer o bem



QUERUBIM QUER O BEM


O querubim quer
O bem de quem?
Ele quer o bem
Por que é um querubim?

O querubim deseja
O bem que ele tem
A alguém.

Alguém quem?
A um Zé Ninguém
E a você também.

Neide Escada da Rosa
................